terça-feira, abril 25, 2006

O nariz





Será que existe moral para quem acha? Existindo ou não, vou falar o que acho. Eu acho que cheiro é a memória do coração. Como a poesia o extrato. Ambos envolvem o corpo e a alma. E juntos formam a vida!
O cheiro marca o passado e traz movimento para o presente.
Hoje alguns cheiros adormecidos resolveram acordar e bateram na porta principal da minha mente. Trouxeram lembranças e saudade. Separando a dor quando é agregada, eu gosto de sentir saudade. Faz a gente perceber que valeu, e que vale muito viver.
Um sentimento que infiltra cada pedaço, e toma conta de tudo.
É a vida! É acreditar que estamos vivos!
Um cheiro faz lembrar fatos e assemelhar outros. Traz inspiração, e nova respiração.
Cheiros estranhos, cheiros diferente, cheiros incríveis.
Uns adocicados, outros cítricos, amadeirados. Como é delicioso os cheiros!
Cheiro de pai de mãe, dama-da-noite, e perfumes (quantos perfumes). Cheiro de festa, de música, de amores. De instrumentos, cantos e instantes.
Tanto cheiro e tantas lembranças.
Cheiro é cheiro, e viva o nariz!

4 comentários:

Daniel disse...

tenho fome
de temas
de carne
de sonho

do que ainda não sei o gosto
mas gosto

tenho fome
do cabelo
do anseio
do cheiro

do que de ti ainda não sei
mas aprendo

tenho fome
de vida
do sorriso
da beleza

daquilo que eu ainda não vi
mas com as mãos, descrevo

tenho fome
do passo
dos olhos
do abraço

daquilo que eu ainda não tive
do que eu não quero perder.

B R E N A disse...

Eu sou a pessoa que tenho a maior "memória olfativa" que eu conheço. Sinto um cheiro e lembro de alguém na hora! Impressionante...
Muito bem colocado... cheiro e lembrança... tudo a ver!
Beijos, lindona!

Déborah Tolentino disse...

Cheiro é sonhar, e sonhar é viver, de certa forma...
Bjos da Dé!

Aninha disse...

Tb tenho muito isso...lembrar das coisas e das pessoas com um cheiro.
Tudo que é bem vivido é bom de se lembrar!O resto a gente abstrai!
bjo e bom feriado!