terça-feira, janeiro 30, 2007

O que falta


Um dia foi encontrado um treco estranho, parecia um pássaro sem asas perdido na terra sem potencial para vôos. Era preciso fazer alguma coisa. Se jogado ao céu poderia ao risco do tombo ameaçador. Se por lá ficasse parado, descobririam que não é um pássaro normal aleijado. Seria então anormal e perfeito, e não um pássaro? Quem sabe um cometa na forma de ave e caído por estas bandas ficou assustado e imóvel? É preciso uma mão corajosa e bondosa para saber se é pássaro ou cometa. É preciso jogar ao céu, ver se vôa ou se por lá permanece. E se de repente cair e arrebentar aqui no chão? No mínimo descobriríamos o que é, pássaro ou cometa. Enterraríamos então a criatura e velaríamos o morto.
Mas não há mão corajosa nem bondosa. Há sim, mãos trêmulas e amedrontadas.
E por todas as dúvidas, o treco estranho permanece na terra, parece mesmo o controlador dos tempos que não habilita nenhuma ousadia descobrir o mundo. tsc tsc!
(Eita criatura, tô que tô tentando tomar coragem).
ps:Só pra terminar uma perguntinha sem poupar: a poBReza aqui existe?
hihihihi
Beijos e poesias por aí, pessoa-ál.
=P

12 comentários:

Daphne disse...

treco estranho
com um coração de todo tamanho!
adorei quando descobrir me avisa!
onde há medo há uma oportunidade!
geralmento o medo é uma excitação que precede algum acontecimento, então deixe-o frustrá-la se por medo não perceber o fato acontecendo.
A Dani é uma inspiração.

Daphne disse...

PS:


é então não deixe-o frustrá-la se por medo não perceber o fato acontecendo.

B R E N A disse...

Isso tá me parecendo aquela da vaquinha no precipício, hein?! Oq aflige Dani Morreale Infinita???
Hummmm
Bjosssssssss

Sei lá, Sei não disse...

;)
Minha Alma nao cabe no meu bolso...

Anônimo disse...

TUDO TU
EM TUDO, TU
DE TUDO, TU
TU

TUDO QUE VIER, VENHA
VENHA ATÉ QUE TU VENHAS

E TUDO DE TUDO
TUDO DE TUDO TENHAS

TU, NO TODO, EM TUDO REINAS


o ser alado já foi lançado.
bom vôo.

Tiago disse...

estranho...

Sônia disse...

Gostei do título do seu blog!
Obrigada pela visita, volte sempre!


Abraço!

Cristina Godoi Patrus disse...

Sejamos ousados! Afinal, que outra forma há para nos sabermos?
Muito bom Dani!!
Beijão da Cris.

Helena Nascimento disse...

Bem, acho que o treco, seja lá o que ele for, está com medo de se arriscar... mas fala pra ele que se arriscar não é ruim: pode ser bom ou não. Se não for bom pelo menos há o aprendizado.
Um beijão e obrigada pela visita, amei o layout.

Lino disse...

Afinal, é um pássaro ou um avião? Se for avião, embora tenha asas e voe, é bem estranho.

BR disse...

Não é necessário mão alheia para que se descubra se pássaro ou cometa ou cometa na forma de pássaro ou treco estranho ou anormal e perfeito é.

Talvez esteja ali, parado, hoje, por tamanha ousadia e habilidade em já ter descoberto vários mundos. E você descobriu o treco estranho, parecido com um pássaro aparentemente sem asas, aparentemente perdido na terra e aparentemente sem potencial para vôos. Ou será que, dotado de asas e cheio de potencial para a vida, ele te descobriu? Descobriu vocês? Perdidos e sem potencial para vôos? 

Deixe estar a incerteza, o subjetivo. Imagine se o treco começa a ganhar forma. Vai que você(s) descobre que ele já foi pássaro. Já foi dos mais belos cometas. (E cometas demoram anos-luz para desaparecer.) Mas, agora...

Ainda assim, são as mãos que estão trêmulas, sem nenhuma complacência. Sem inocência, o suposto controlador dos tempos sabe que tudo se esvai. Volátil.

E se você tá que tá tentando tomar coragem, com mais um tá vocês conseguem. Sem pobreza.

Beijo p/ você e você.

player disse...

E os passaros reinam nos textos subjetivos cheios de indiretas!
Me conte depois do que se trata pq confesso que fiquei até meio zonzo!!

bju dani morreale!!!
contando os dias pra t ver!

arthur