segunda-feira, julho 09, 2007

Sou pútrida-perpétua
as larvas de minhas palavras
alimentam a carniça
das letras mortas de minh'alma

________________________


Eles disseram aqui - cartunistasolda


Eu, aqui ó:

Renato Konrath para Dani

Retta, curvilíneo pragmático,
Andarilho de caminho elástico
Mostrou-me teu sorriso fantástico
Levou-me a tua poesia mágica
Deixou-me perdido em ênclise
Ao buscar razão na métrica
E raciocinar em errado ritmo
Tentando um sentido atípico
Na sonoridade silábica
De qualquer proparoxítona










...

.

Dani para Renato –

E foi com o Retta
que achamos o mundo (nosso)
Em qualquer rumo
o ponto é escuso
Andar em poesilha,
nós, os andarilhos...
é acharmos em selva
do vão paraíso
(no inferno ou purgatório)
A beleza das palavras
São a sombra
Do todo improviso!

Sempre querido. Bem-vindo.


Retta para Dani –

Viu o que você fazos outros fazerem?
Você e o Renatinho
ar-r-azaram!!!!!!!
Saravá!!!!
Dani Morreale
é pimenta do reino
das palavras!!!!!!!!!
Tempera o exagero
deixa solto o cheiro
e o meio ambiente
por inteiro!



4 comentários:

Renato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato disse...

Friedship is pure gold
Doesn´t matter at all
If it´s new or it´s old

Try to carry some friends
Inside your trousers pocket
And carry them carefully
Remember you didn´t get them
On a dirty garbagge basket

If your soul need a cigarette
Even if you not a smoker
Ok, you are just a joker

At least, you´ll know,
Inside that fucking pocket
In the deepness of your soul
What, in fact, is a friend
And what, in fact, is a lighter

Renato disse...

Decurpaí ...

A Internet ainda me confunde
Não somos quatro comentários
De nós mesmos

Somos apenas um
Corrigidos, três vezes!

E incorrigíveis
Ad eternum