terça-feira, março 11, 2008

Comendo Uva na Chuva (Karnak)

Comendo uva na chuva
Cada água que cai do meu rosto
É uma chuva que ainda não parou
Cada água que cai lá de cima
É a lágrima de alguém que brigou
Será que um dia a gente vai parar de briga
Será que um dia a gente vai parar de brigar
Cada raio que cai lá de cima
É uma luz no meio da escuridão
Cada tapa que recebo no rosto
É a chicotada de um furacão
A gente se sente
A gente se sente diferente
A gente se mente
A gente se mente diferente
A gente semente
Semente plantadinha no chão
A gente na mente
Na mente e no coração
I'm not from this world
I came from Atlantis

3 comentários:

sergio disse...

uva na chuva...

singular hein Dani

gozado neh...uva, chuva..cachos de uva... gostei.

brigas...cachos...uvas,
será cada cacho uma faze da vida..
será cada uva um problema...ou um momento....ou uma briga...

uva na boca...vitoria?

será?

serginho-sp ( sumido..mas to por aki de nv )

Vestida de Preto disse...

Oi!
Achei seu blog através de um comentário seu no blog do Carpinejar. Não é à toa que vc é fã dele. Escreve muito bem.
Parabéns!
Estou colocando um link do seu blog no meu!

Vestida de Preto disse...

Encontrei seu blog em um comentário que vc fez no blog do Carpinejar. Não é à toa que é fã do cara. Vc escreve muito bem. Parabéns!
Estou colocando um link do teu blog no meu.