segunda-feira, outubro 13, 2008

o que mora?

Dentro de mim mora uma puta velha enfurecida

Com perfume vencido e biografia

Que chora pelos cantos

Deportada dum mundo vazio

Que engole os conselhos mofados

Da vizinha que nem nasceu

Uma mulher perdida e desconsolada

Que caiu no mercado dos loucos

Bem que devia ter nascido noutra esquina

Porque fora de mim há um tarado falido

E foi agora assaltar um segredinho íntimo

Coitadinha da velha meretriz!

Violada in loco, espatifou-se

Perdeu o senso num ato súbito

Não soube caber em mim


3 comentários:

makely disse...

Gostei do puta velha!
Beijos

mary disse...

passa desodorante e rasga o livro.

Michele Peixoto disse...

Quem sabe não mora uma puta velha em muitos de nós?
Adirei!