sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Alguém aí pode vir com discurso vivo e sem defesa pra cima de mim?

Começou a semana movida ao acaso da rotina e tudo passou despercebido. Fico indignada...

E mais um dia desperta na melodia do canta-galo e no fim da tarde tudo demonstra no balde de suor. Só uma cama forte pra segurar e assegurar o peso de um corpo mesmo.

O sol mal aponta e os olhos abertos no susto vê a vida correndo na veia. O rosto limpo ainda marca a linha do travesseiro. Estar com os pés no chão é uma ambição.

A roupa bem comportada sai do armário direto ao cabide móvel. Dona Amélia faz o café e enquanto a água ferve cata as moedas para comprar o pão, na volta traz o jornal do correio que espera um olho devorador e mãos gulosas para consumi-lo e deixar o sangue reprimido purgar - no ar. E no jornal: Senhoras e senhores!
Exibicionismo é a chamada da capa, feito palhaços os donos da lei do mundo e da cambada de simulacro de gente não opinam nada e balbuciam as mais divertidas promessas.E nós somos apenas a platéia.
Numa piscada de olhar para saltar um parágrafo ao outro vemos a bala perdida estrangulando nossas idéias em as mais tenebrosas chacinas, assassinatos e contaminação perversa do mundo. Uma violência gratuita e desonrosa, mães sem mãe jogam filho fora no lixo, na lagoa, em Marte e sabe lá aonde. Criança arrastada quilômetros por bandidos nas ruas do nosso maravilhoso Rio de Janeiro, morta e destroçada. No drama ainda tem a trama dos jornais ganhando mais e mais a cada notícia e exemplar. E ninguém faz naaaaaaaaaada.



Silenciam!




O começo do dia é assim. O marido vai operar a labuta para a labuta poder operá-lo no futuro... E a dona Amélia prepara para lavar a trouxa de roupas sujas de vergonha pela hipocrisia do emprego do marido. E dona Amélia é sim uma mulher de verdade.
As pessoas desta terra estão vivendo como o tempo. E o tempo está estranho. E as pessoas também. O Cronus engole tudo. A vida, o sossego e até a comida dos quem tem fome.

Há também os imparciais, estes geralmente não dizem nada. E ponderam. Sequer também fazem diferença em algum meio simplista que chamam de social!
Não igualo esta rotina para todos os participantes deste grande e culto, tropical, lindo e rico de tanto verde e amarelo País, abro parentêses aos que tomam champagne sempre. São eles quem não entendem os que tomam água de batata e enterram os sonhos. São mudos e imundos.

O resto pode até não acordar às 6:00h e dormir às 1:00h, mas tentam compreender, comover e locomover pelo menos 1/3 a língua dos colegas, eu acredito.
Não basta, é preciso atitude. É preciso simplesmente uma coisa: MUDAR!

17 comentários:

Déborah Tolentino disse...

Muito bom Dani!!!
A vida é assim, cheia de dia-a-dia de mentiras inventadas para abafar a dor... Vivam as Amélias que conseguem dormir e acordar todos os dias nesse mundo louco, nessa nossa cidade solta...
bjosss

joão alguém disse...

todo dia, quando acordo, é sempre assim:
um gole de água
um gole de gente
e o resto entorna até a hora de dormir.

joanna disse...

Miguxa linda do meu coração... eu T E A M O M U I T Ã O.... bjim

Anônimo disse...

O comentário é tão sincero que teve que ir por e-mail.
Confere lá. Vale. Sério.
É tudo o que de ti me veio.

Rebeca disse...

profundo, bem fundo, lá pro fundo!
Dizer o q? infelizmente assim é a vida.
bjoO

Shibumi disse...

Deu uma passada num post escrito no blog dos pensadores.
Estou aqui retribuindo a visita.
Aparece em meu blog particular.
Falou

B R E N A disse...

Olha a dé aí comentando, gente!!!
Muito bom, amiga infinito! Você tá tipo o meu orgulho! Essa menina que pensa que é gente e escreve melhor do que gente grande! Parabéns, moça!

mardenribeiro disse...

Êta, ficou um nó aqui na garganta...
Bjos minha miguxa pra lá de predileta...
Dóro vc demais da conta...

Vivian Nascimento disse...

Oi Dani,

Como foi teu carnaval...
Passei alguns dias ausente, sem tempode postar e de ler os blogs...

Mas enfim, vou recuperando o tempoperdido aos poucos...

Bom final de semana...

o irmao DDA disse...

2 gumes..........

Violencia equiparada a bagda, desniveis socias? equalização de pobreza..., falta de trabalho ou de vergonha na cara ? tais questões buscam uma resposta para a situção do pais mediante a estas materias...porém vejamos o outro lado...

os jornais adoram...aumentam...ilusionam, é bom ter desgraça ora bolas! manchetes violentas vendem mais do dizeres do tipo : Crianças na escola, açoes de cidadania, governantes decentes....é gozado naum dani ? é gozado a sociedade gosta, cultiva e quer ver a vilencia, facil falar mal do lula...do pcc, da puta que pariu....alias..naum é nosso problema eles dizem né....mudar...ahh sim vamos mudar..eu mudo...vc muda...nossos amigos intimos mudam ...e os outros 180 milhoes de incipios?? fazemos o que com eles....já q seu passatempo predileto é consumir ? olhar o proximo nem pensar...

meu deus...estou perdido nas palavras...é a raiva....como pode isso neh dani?

Anônimo disse...

todo dia, quando acordo é sempre assim: a filha que mata os pais ...
o outro que incendeia ônibus com gente dentro ... a outra que joga o filho na lagoa ... o outro que arrasta, sem piedade, uma criança pelo asfalto ... o PAI que "aborta" um filho no mundo...
São as tragédias do mundo!!! Algumas tão próximas da gente !!!Mas ...só choramos ( ou fingimos chorar) a desgraça do outro !!!! Deveríamos chorar a nossa desgraça, a nossa omissão,a nossa irresponsabilidade, a nossa falta de atitude !!!
Deveríamos tirar a máscara e assumir a nossa miséria, né ?
O que você acha ? !

Anônimo disse...

Você já começou a mudar quando teve coragem de peitar e pleitear esta cambada de invejosos que sonham estar com vc.......

2+2=5 disse...

Não consigo conceber muito a idéia de alguém vivendo ao "acaso da rotina" e que tenha "vida correndo na veia", mas talves essa seja uma ótima e paradoxal metáfora sobre o povo brasileiro. A "violência gratuita e desonrosa", na minha concepção, não existe em nenhum polo maniqueísta, embora as construções sociais nos remetam para isso. A violência é a virtude dos colonizados, segundo um livro bacana que tô lendo do Renato Ortiz. A saída daqueles que conseguem não viver "vivendo como o tempo" talvez será escândalo digno de "arrombar as retinas" da nossa moral cristã, parafraseando o Buarque.

ps- tá aí: um blog que parece ser bacana, que eu consegui ler um texto e até comentar. lerei-o novamente =)

mojitos disse...

Só o amor louco não conhece o embasse de seu próprio olhar: Um olhar turvo acaba por se tornar perfeição no mundo dos loucos que amam.
--
Se quer um discurso vivo, pensa em um que consiga andar sozinho: aqueles que você escreve e lê depois de algum tempo e ele ainda mexe com você..e ainda a faz pensar depois de uns anos também. Discursos vivos suscitam inteligência.

Um beijo.

Luiz Roberto Lins Almeida disse...

de acordo!
é preciso que olhemos de novo. tudo de novo - e que tentemos fazer algo.
beijão do gordo.

Thiago Quintella disse...

Entendamos o outro, neles estamos nós... sem ataque e sem defesa!!

Luiza Lisboa disse...

Muito bom!!!
Eu até fecho a porta pra ler seus textos em silêncio! Adoooooro!
Temos que mudar mesmo né? Coitada das Amélias, chega de notícia ruim no jornal... chegaaaa!!!
Bjim!!!